29 de outubro de 2008

JANELAS DA ALMA.







Gosto amargo, janelas fechadas.
Ao abri-las, o que vou encontrar do outro lado?
E você, o que vê da sua janela?
























JANELA VAZIA
José Roberto Vaicenkovas


Dentro da janela vazia
Que as vezes na tela se instala
O pensamento voa inquieto
Se propaga...

Busca respostas que não vêm
Esbarra em suposições infundadas
Tece comentários sombrios
Divaga...

Sabe que a verdade é difusa
Entende que o mistério é oculto
Mas sofre com a curiosidade doída
Se amarga...

Sensação ruim que só passa
Quando na janela que era vazia
O movimento reinicia e a inquietude
Se apaga...
exceto as duas primeiras, as fotos são daqui.

2 comentários:

Maíra disse...

Olá Raquel,
A do rei seu blog... esta uma gracinha... bem sua cara mesmo...
A postagem de hj está especial... as fotos das janelas são o máximo viu...
Boa sorte nesta nova vida... muitas alegrias!!
Grande bjo
Maíra

Marina disse...

Ai, ai, ai!
Sou louca por janelas e por fotos de janelas!
Amei a última janela!
virei te visitar mais vezes!
Beijocas!